Íntrons e Éxons

Íntrons e Éxons no gene.

Os íntrons e éxons são seqüências de bases nitrogenadas no DNA. Os primeiros, até então acreditados  irrelevantes no processo de transcrição, são sempre suprimidos na formação do RNA mensageiro. Já os éxons são as partes “efetivamente” responsáveis pela codificação de proteínas.
Durante a transcrição do DNA, os íntrons são removidos por splicing, editando assim o RNA mensageiro, para a posterior produção de proteínas.
James Watson, em seu livro DNA, o segredo da vida, conta que há uma teoria que sustenta que esses intrusos moleculares (os íntrons) são meros vestígios de um passado evolutivo, um resquício dos primeiros dias de vida na Terra. Até o lançamento do livro, em 2003, a função e origem dos íntrons ainda estava em discussão.
Estudos realizados na USP identificaram que boa parte dos genes humanos (74%) possuem transcrição em seus íntrons.  Isso mostra que essas seqüências já não são vistas como antes: um “lixo genético”.
E vão além, afirmam que é possível que a diversidade das espécies estejam nas regiões intrônicas.

About these ads

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: